sexta-feira, 20 de novembro de 2009

JUIZ É ENCONTRADO MORTO DENTRO DE SEU GABINETE



O juiz João Francisco Domingues da Silva Ribeiro, foi encontrado morto ontem pela manhã no Fórum da Comarca de Medicilândia, na região da Transamazônica, sudoeste paraense. O magistrado era juiz substituto e respondia pela Vara Agrária de Altamira e pela Comarca de Medicilândia. O corpo foi achado por um funcionário do Fórum, dentro do gabinete do juiz. João Francisco Ribeiro, de 31 anos, morreu com um tiro na cabeça. A polícia trabalha com a hipótese de suicídio. Segundo a assessoria do Tribunal de Justiça do Pará (TJE), um perito do Instituto Renato Chaves viajou a Medicilândia ontem à tarde para liberar o corpo do juiz. O presidente da Associação dos Magistrados, juiz Paulo Vieira, acompanhou o perito. O corpo será encaminhado para o Maranhão, cidade natal do magistrado, onde será sepultado.
Segundo informações da assessoria de imprensa das Polícia Civil (PC), a hipótese de assassinato está praticamente descartada, já que ninguém foi visto entrando ou saindo do gabinete do juiz. Entretanto, as autoridades policiais locais intimaram funcionários que estavam no fórum para prestarem depoimento. Em suas investigações preliminares do fato, a PC descobriu que o magistrado falava ao celular com a esposa momentos antes do crime. Um funcionário teria ouvido quando ele disse que iria se matar, e minutos depois, ouviu-se o disparo. O revólver calibre 38 encontrado próximo ao corpo pertencia ao magistrado.
João Francisco Ribeiro era natural do Maranhão, e morava com a esposa e dois filhos em Altamira. Foi empossado no segundo semestre do ano passado e estava em estágio probatório. O Poder Judiciário lamentou a morte do magistrado. Segundo o TJE, ele foi um dos onze candidatos aprovados no último concurso público e, além da Comarca de Medicilândia, também respondia pela Vara Agrária de Altamira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário